QUARTA-FEIRA, 12 DE AGO DE 2020
Untitled Document
NOTICIÁRIO - OBRAS
17 DE JULHO DE 2020
Acesso a nova ponte do complexo viário da Paciência é liberado

Ponte receberá o nome em homangem ao construtor e saudoso Silvio Lourenço

A Prefeitura de Sabará liberou no sábado (11/07) o acesso à nova ponte do Complexo Viário Paciência. A obra faz parte de um conjunto de intervenções que estão sendo executadas na região. O complexo inclui também uma nova avenida e a adequação do antigo pontilhão ferroviário que ligará o bairro Paciência à Avenida Central. Além disso, essas obras viárias melhorarão consideravelmente o acesso ao bairro Vila Real e ao Condomínio Scharlé, locais que estão em constante expansão planejada. As outras intervenções também estão em andamento e em breve serão entregues a população.

Entenda a obra

Em julho de 2016, a prefeitura divulgou um projeto de construção de uma nova ponte, ligando o bairro paciência ao Centro da cidade. As obras, financiadas por um convênio com a Secretaria de Estado de Transportes e Obras Públicas (SETOP) foram iniciadas em ritmo acelerado, mas logo ao final da gestão a realidade mudou. O convênio prevê o repasse no valor de R$ 4.500.000,00, com uma contrapartida da Prefeitura no valor de R$489.206,69. A obra foi orçada em 3.836.551,67 pela empresa Lufem Construções, vencedora do processo licitatório.

Dificuldades

Porém para execução total da ponte e de seus acessos, eram necessárias desapropriações, uma delas a do posto de gasolina localizado na Rua Kaquende.

Um levantamento feito pela Prefeitura à época apontou a intenção de que o posto de gasolina fosse transferido para ao lado do Centro de Atendimento ao Turista, na área que hoje é destinada a estacionamento. Esse diagnóstico constatou que foi feita uma avaliação de R$650.000,00 daquela área como pretensa troca de endereço. Paralelo a isso, existia o valor de desapropriação que a prefeitura ofereceria para posto no valor de R$165.000,00, valor esse que não é compatível com as despesas que serão geradas com a mudança. Um levantamento encaminhado à prefeitura pelos proprietários do posto descrevia a indenização em cerca de R$3.000.000,00.

O convênio da ponte não previa os custos com indenizações e para executar aquele projeto a retirada do posto era fundamental.

Paralelo a essa dificuldade, havia também a pendência de uma documentação imprescindível para continuidade das obras. A outorga, de Direito de Uso de Recursos Hídricos, documento permite a continuidade do processo sem que seja caracterizado crime ambiental, só foi liberada pelo governo do Estado em fevereiro de 2018. Durante esse período, a Secretaria Municipal de Obras elaborou um novo projeto, considerando a permanência do posto e a viabilidade dos acessos e submeteu a nova proposta a SETOP para aprovação.

Nova Proposta

A Lufem Construções solicitou o realinhamento de preços, o que foi feito pela Prefeitura, dado o tempo de paralisação da obra. A princípio a empresa concordou, mas se recusou a iniciar as obras antes do término dos trâmites legais, o que gerou mais atraso na retomada das obras. Diante da dificuldade de negociações com a empresa, a Prefeitura de Sabará rescindiu o contrato e realizou processo licitatório para contratação de uma nova empresa que executou obras de conclusão da ponte, além da rotatória de acesso ao bairro Paciência e a interligação das Avenidas Exp. Romeu Jeronimo Dantas e Av. Vitor Fantini. A empresa Paineira Engenharia LTDA venceu a concorrência e executou as obras da ponte que integra o Complexo Viário do bairro Paciência. O valor investido é de aproximadamente R$7 milhões.

Provisoriamente a passagem de pedestre continua sendo realizada pela ponte Saldanha Marinho. A nova ponte contará também com uma nova passagem, incluindo e passarela até a avenida Vitor Fantini, próximo a entrada da Praça de Esportes. Essas intervenções serão finalizadas nos próximos dias.

Ponte Silvio Lourenço

A Ponte receberá o nome em homenagem ao saudoso amigo Silvio Lourenço, importante construtor sabarense.

Sílvio Lourenço nasceu em Belo Horizonte em 06 de março de 1928, sendo registrado em Sabará, filho de Antônio Lourenço (contrutor) e Aracy F. Lourenço, casado com Isabel Lourenço (Zazinha), teve 3 filhos. Trabalhou 59 anos como construtor civil, empreiteiro e funcionário publico, e, sob a sua supervisão, foram construídas diversas obras em Sabará e Belo Horizonte. Amante do futebol amador, atuou como jogador no Farol e Clube Atlético Sabarense, homem íntegro, de bons costumes, admirado e respeitado por todos que com ele conviveu, faleceu em 09 de abril de 2012 aos 84 anos.

OBRAS
SIGA A FOLHA DE SABARÁ:
2015 © Todos os direitos reservados