QUARTA-FEIRA, 19 DE JUN DE 2019
Untitled Document
NOTICIÁRIO - GERAIS
16 DE ABRIL DE 2019
Justiça proíbe atividades nas barragens da Vale

As barragens Galego e Dique da Pilha 1 estão localizadas em Sabará, além de estar com as atividades suspensas a Mineradora também fica obrigada a realizar a contratação de auditoria técnica independente para a produção de relatório sobre a estabilidade

A 2ª Vara Cível e de Execuções Fiscais da Comarca de Sabará expediu liminar que determina o interrompimento de qualquer atividade que eleve risco de rompimento das barragens Galego e Dique da Pilha 1, localizadas na mina Córrego do Meio em Sabará, na região Metropolitana de Belo Horizonte. Ambas as barragens pertencem à Vale. A decisão foi divulgada nesta sexta-feira (12), após pedido do Ministério Público de Minas Gerais.

Na decisão, a mineradora também fica obrigada a realizar a contratação de auditoria técnica independente para a produção de relatório sobre a estabilidade das barragens e a elaboração de um Plano de Segurança de Barragens e um Plano de Ações Emergenciais.

Além disso, caso exista necessidade de realocação das pessoas que moram próximas às barragens, a Vale deve apresentar um plano detalhado informando os locais onde elas serão alojadas.

A Vale ainda precisa adotar medidas de preservação e resgate de bens culturais e de animais da área possível de ser atingida pelo rompimento da barragem. Deve ainda comunicar aos órgãos competentes qualquer situação de elevação do risco de colapso da estrutura do empreendimento. Caso a mineradora descumpra as obrigações, deve pagar multa de R$ 1 milhão diários.

Procurada, a mineradora Vale ainda não se posicionou.

Fonte: Jornal o Tempo

GERAIS
27 DE ABRIL DE 2015
Rede Sindijori de Comunicação
18 DE OUTUBRO DE 2016
19 DE JUNHO DE 2019
REDE DE NOTÍCIAS SINDIJORI
28 DE DEZEMBRO DE 2018
“Um olhar para o próximo”
SIGA A FOLHA DE SABARÁ:
2015 © Todos os direitos reservados