DOMINGO, 16 DE DEZ DE 2018
Untitled Document
NOTICIÁRIO - EDUCAÇÃO
04 DE DEZEMBRO DE 2018
Escola sabarense fica entre as melhores do país no Prêmio ArcelorMittal de Meio Ambiente

A Escola Municipal Jules Pauly do bairro Nossa Senhora de Fátima foi a terceira colocada na etapa nacional do Prêmio ArcelorMittal de Meio Ambiente (PAMMA), categoria Cientista Mirim I.

A edição deste ano trabalhou o tema “Meio ambiente e ciência: reduzir, reutilizar e reciclar – os 3 Rs no meu dia a dia”. Ao todo, 93.587 alunos, 1.578 educadores e 522 filhos de empregados de 31 municípios de Minas Gerais, São Paulo, Espírito Santo, Bahia e Santa Catarina foram envolvidos.

Os alunos do 2º ano da Escola Municipal Jules Pauly, com idades entre 6 e 8 anos, conquistaram o terceiro lugar nacional com o projeto “Repensando o Presente,cuidando do Futuro”, onde foi introduzido na escola a coleta seletiva e ainda foram criadas uma horta e um jardim suspenso.

Com os resíduos separados, era fundamental para efetivação do projeto, dar um destino para esses resíduos. Criou-se então, uma composteira caseira, que recolhia os resíduos orgânicos para transformar em adubo orgânico para o plantio, além do Chorume, líquido adquirido através da decomposição. Com isso, foi possível revitalizar um espaço de uso coletivo no pátio da escola, com uma horta comunitária e um jardim suspenso. A horta comunitária, contou com a doação de mudas dos alunos envolvidos e a colheita será destinada a merenda escolar, incentivando a alimentação saudável e livre de conservantes. O jardim suspenso foi criado com garrafas pets reutilizadas, recolhidas durante as festas escolares. Foram realizadas ainda oficinas de reciclagem, onde se criaram produtos de jardinagem que são utilizados diariamente para o cuidado com as plantações.

A professora Karina Aparecida Gonçalves que coordenou o projeto explica que a primeira ação trabalhada com as crianças foi a criação de coletores para a coleta seletiva. “Com a separação dos resíduos, surgiu matéria prima, logo, passamos a pensar em uma destinação para esses resíduos, veio então a ideia da composteira, da horta e do jardim suspenso”, conta.

Karina destaca que os alunos foram super engajados do início ao fim, assim como seus familiares. “Eles mesmos traziam as ideias para a escola”, diz. Ela ressalta ainda que a intenção é continuar com o projeto no próximo ano, trabalhando com os resíduos sólidos (recicláveis e orgânicos) que estão sendo recolhidos.

Na etapa local, onde participaram 17 escolas, sendo 15 instituições de Sabará e mais duas de Taquaraçu de Minas, a escola foi a vencedora.

Na categoria Cientista Mirim II, o projeto vencedor foi o “Natureza com o homem inteligente gera gentileza ao Meio Ambiente” da Escola Municipal Vereador Geraldo Alves Feitoza de Nações Unidas. Os alunos do 5º ano fizeram uma horta suspensa com garrafas pets, onde foi trabalhado compostagem com produtos orgânicos. Eles ainda fabricaram brinquedos e outros objetos com resíduos sólidos como CDs, palitos de picolé e garrafas pets.

Já na categoria Cientista Jovem I, venceu o projeto “Plantando Vidas” da Escola Municipal Santos Dumont, localizada no Borba Gato. Segundo os próprios alunos um dos objetivos do projeto foi deixar a escola mais verde e trazer mais vida ao ambiente. Os alunos do 6º e 7º anosplantaram hortas utilizando a compostagem e também fizeram jardins suspensos em garrafas pets. Além disso, foram fabricados jogos com materiais recicláveis que estão sendo utilizados durante o recreio.

A última categoria premiada foi a Cientista Jovem II, a Escola Municipal Professora Rosalina Alves Nogueira de Pompéu foi a vencedora,com o projeto “Praticando Robótica com Sucata”. Os alunos do 8ºano desenvolveram robôs utilizando muitos objetos que iriam para o lixo. De acordo com a professora de matemática, Pauliana Duarte Moreira Alves, coordenadora do projeto, o objetivo foi reaproveitar resíduos fazendo ciência. Cada aluno construiu um boneco capaz de realizar algum tipo de ação. A professora afirma que, além de despertar nos alunos o interesse pela reciclagem os despertou para a robótica que é uma tendência com as novas tecnologias.

A entrega do Prêmio ArcelorMittal de Meio Ambiente aconteceu no dia 26 de novembro. Ao trabalhar a questão em sala de aula, o Prêmio pretendeu despertar a importância do assunto no cotidiano do aluno, além de estimular a curiosidade, o trabalho em equipe e atividades investigativas. A preocupação com a destinação dos resíduos, a importância da economia circular, a implementação de soluções ambientalmente corretas e o alinhamento ao currículo escolar foram algumas questões que motivaram a definição pelo tema.

O gerente da Trefilaria da ArcelorMittal Sabará, Glauco Oliveira, agradeceu a participação de todos e a dedicação, principalmente dos professores e diretores, em trabalharem o tema nas escolas. Glauco também elogiou os trabalhos apresentados e parabenizou todos os alunos e agradeceu a parceria com o município.

O prefeito Wander Borges parabenizou a iniciativa da ArcelorMittal Sabará e destacou a importância do PAMMA justamente por trabalhar com crianças e adolescentes sobre o quanto é fundamental a preservação do meio ambiente.

Ele destacou que nos últimos tempos o meio ambiente vem sendo destruído e agora estamos vivendo as consequências dessas ações. “Nós temos um imenso desafio pela frente, para superarmos, temos que mudar nosso comportamento”, disse.

Categoria Filhos de Empregados

O Prêmio também contempla os filhos de empregados da ArcelorMittal Sabará. O evento foi realizado em outubro no Clube Albert Scharlé, com empregados e familiares, onde as crianças e adolescentes tiveram aulas com monitores que os orientaram na confecção de jardins suspensos com resíduos de barras trefiladas geradas no processo produtivo da ArcelorMittal Sabará e na confecção de televisões com materiais recicláveis. Durante o dia de festa teve várias brincadeiras voltadas para as crianças, além de pintura facial e oficinas tantos para os pais quanto para os pequenos, sem dúvida foi um dia de muita diversão para toda a família.

Neste dia todos que participaram foram contemplados com medalhas e certificados e os melhores projetos foram escolhidos como vencedores das categorias Cientista Mirim e Cientista Jovem e compareceram ao PAMMA no dia 26 de novembro para receberem o reconhecimento.

30 anos de Fundação ArcelorMittal

Em outubro a Fundação ArcelorMittal celebrou 30 anos de história. Em comemoração a essa data especial o gerente da Trefilaria da ArcelorMittal Sabará, Glauco Oliveira, entregou uma placa de reconhecimento ao prefeito Wander Borges reafirmando o compromisso da empresa em contribuir para um amanhã mais justo e sustentável e agradecendo pela parceria entre a instituição e o município durante essas três décadas.

EDUCAÇÃO
11 DE MAIO DE 2015
SIGA A FOLHA DE SABARÁ:
2015 © Todos os direitos reservados